Impressão

09:43:00


Navego com a lua e com mais duas amigas,
Falamos sobre a vida, sobre o mundo, Deus e o diabo,
Mas agora elas adormeceram e sigo perdido nos meus pensamentos,
Estou tentando avistar algo de anormal nesta calmaria,
O balanço do barco nos embala como um colo de mãe,
Aproximo da água e a toco com a minha mão direita,
Um tremor me percorre o corpo,
Sinto o gelo que se assoma nas profundezas e recolho a mão assustado.
Logo também adormeço.
E tudo deixa de fazer sentido.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar