CAMPEONATO DE UNO – 4º DIA

15:47:00









No dia 07 de janeiro jogamos o primeiro dia de UNO do ano de 2010. O campeonato continua sério. A sede desta vez foi na casa do Alessandro e da Dani, em Americana.

Após uma breve interação entre os participantes entre um salgadinho e um copo de guaraná sentamos à mesa para o jogo. Após o devido pagamento ao cofre iniciou-se a rodada. A primeira contou com os doze participantes.

Como não poderia deixar de serem as comédias logo começaram a aparecer, sinto até vontade de colocar alguns apelidos, mas acho melhor não, coisa de prudência.

Um dos participantes tem um sono muito grande, até parece aquele anão da branca de neve, que agora me foge providencialmente o nome. Mas ele é uma das alegrias da mesa. Quantas risadas. Além disso, é um bom jogador, mesmo fechando os olhos ele não falta nos dias de jogo, nem foge da luta.

Na primeira rodada ele ficou com uma carta. A hora que ele ia bater o jogo que estava indo voltou, em razão de uma carta que muda direção. Assim mesmo, ele disse “hum” e “bati”. A mesa pedia vermelho, ele jogou azul e não era a sua vez. Esta rodada foi vencida por uma das meninas, a Gi, que foi a primeira a ganhar uma rodada em 2010. Mas o jogo estava só começando.

Depois da primeira rodada umas das competidoras deixou a arena e foi assistir a um filme, os outros competidores argumentaram para que ela voltasse, mas ela estava decidida.

Na segunda rodada, num dos muitos momentos de má-sorte, o anfitrião de Americana, que lutava pela manutenção da liderança do campeonato, estava em silêncio pegando quatro cartas em razão da carta jogada pelo menino de SBO, quando um dos competidores, que é o seu irmão e não sou eu, disse: “vai boca aberta”, mas ele não poderia falar, porque a mesa, devido ao nove jogado exigia silêncio. Foi apenado com duas cartas e foi só risada.

Como todos tem o seu breve azar eu também vacilei e num momento de silêncio da mesa, joguei uma carta que me dava o direito de escolher a cor, em vez de só mostrar a cor que eu queria, falei bem alto “Uno, quero verde”. Fui apenado e recebi mais duas cartas ficando com três. Neste momento um dos competidores pegou as minhas anotações e escreveu para eu não se esquecer de colocar no blog. Faz parte. Nesta rodada a menina de Ysa ganhou.

Na terceira e quinta rodada eu ganhei. Na quarta rodada e na sexta foi à vez do Valdecir ganhar. Agora só temos três pessoas que ainda não ganharam, a Lidiane, a Marina e o Gabriel.

Numa das rodadas uma das competidoras ficou só com uma carta e não falou UNO, uma das meninas, muita atenta percebeu e disse: “Não falou UNO”. A competidora foi punida e perdeu a chance de ganhar.

A noite estava maravilhosa, estávamos ao ar livre e um passarinho “presenteou” a mesa. Engraçado também foi um dos momentos de silêncio da mesa. Todos apreensivos e o ator do filme que passava na televisão começo a gritar. Todo mundo ficou com vontade de acompanhá-lo. Ficar sem falar é muito difícil.

Bem, o campeonato mudou de líder, agora Eu sou o líder. A classificação está assim: Eliel com 1474, Alessandro com 1275, Giovanna com 1265, Ysadora com 1241, Valdecir com 1134, Daniela com 1080, Dona Antonia com 844, Janaína com 563, Carlos com 515, Gabriel, Marina e Lidiane com 0.

Nesta semana não tivemos UNO, porque três dos participantes estão na capital de Alagoas. Foram passear em Maceió. Acho que na verdade eles foram lá para voltarem mais relaxados. Cada família tem a sua tática.

Ah! Detalhe, não devemos contar para os outros nossas tática, pois depois que umas competidoras contou que batia com os dedos na mesa e dizia: “esse jogo já é meu” para ganhar, todo mundo começou a fazer e o amuleto perdeu as forças. Eu tenho o meu amuleto e o "trem" está dando certo. Abraços e até semana que vem, no quinto dia de UNO.





VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar