UNO A SAGA - PARTE 3

16:18:00







No dia 30 de Dezembro, quando o ano velho já estava de malas prontas e se despedia dos seus consortes, nós jogávamos o terceiro dia de UNO.

Os competidores se reuniram na minha casa. O povo de Americana ficou incumbido de trazer o cofre, mas se esqueceram. Chegaram três, meio esbaforidos. Segundo disseram haviam ido antes na missa. Será que era para dar sorte no Uno? Talvez. Mas dentre outras coisas, acredito que era para pedir também proteção e um ano novo abençoado.

Ainda esperamos a chegada de mais dois competidores, um deles estava trabalhando. Porém não houve o comparecimento dos doze competidores, um não compareceu. Sentimos sua falta.

Após os detalhes e as acomodações fizemos o recolhimento da grana, que foi confiado ao responsável pela próxima sede. Temos agora trinta e cinco reais no cofre.

Reunidos fomos para o campo da batalha, onde não importa a idade nem o grau de parentesco (embora na prática tenhamos visto prevalecer espírito de proteção familiar, faço “mea” culpa).

Logo no início vimos às mesmas coisas acontecerem, um por sono jogava cartas que não tinha nada a ver com o que a mesa pedia, outro por desatenção enchia-se de cartas, por não ver o nove na mesa e continuar a tagarelar.

A primeira e a segunda rodada foram faturadas por duas crianças. São duas que levam o jogo a sério, diferente da terceira que só quer tirar sarro. Este é uma comédia. Uma criança adorável, embora eu seja muito suspeito para dizer.

A terceira rodada foi faturada por um membro do clã de Americana. Este é um perfeito jogador, pois agita muito e joga bem, azar o meu que estava ao lado dele.

Nesta rodada outro jogar poderia ter ganhado, caso não tivesse feito o famoso “Hihi”. Ele estava com duas cartas, jogou uma e falou UNO, até ai tudo bem, mas ele emitiu este som “Hihi”, a mesa pedia silêncio e como ele não fez foi punido com mais duas cartas. A chance se transformou em risada geral.

Porém, na quarta rodada o jogador do UNO HiHi ganhou, embora tenha sido míseros 202 pontos. O importante foi que ele não passou em branco.

Na quinta rodada outra vez tivemos que ver o jogador de Americana ganhar e dessa vez assumir a ponta do campeonato, que mudou de esposa para esposo. Os competidores gritaram: É marmelada! É marmelada!

A minha família na sexta e última rodada ainda estava invicta, não havia ganhado nenhuma. No máximo chegamos a falar UNO. Mas a história mudou, uma vez que depois de longa peleja eu ganhei e fiz os meus primeiros pontos, que não foram poucos.

Somados os pontos agora temos: Alessandro (foto) com 1275, Dani com 1080, Dona Antonia com 844, Ysa com 838, Gi com 807, Eu com 619, Janaína com 563, Carlos com 515 e empatados na última posição: Marina, Gabriel. Lidiane e Valdeci.

Após o UNO brincamos com as crianças na rua e terminamos já no dia 31, sentados na calçada olhando para o céu. Que venham os outros dias de UNO. Quem será o ganhador da primeira rodada de 2010?

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar