Por favor

11:10:00




Acenda a luz, Feche a porta,


Segure a minha mão,


Não adormeça tão rápido.



Ei, preste atenção, Sou pequeno, Preciso tanto de você, Por que você me julga errado?



Bem sei que não poderei ser para sempre assim,


Mas agora não corte o meu barato,


Eu acredito em você,


Embora só preciso de você mais um pouco.



Quando estes anos passarem, Deixo você ir,


Talvez até sinta saudades,


Mas não irei te implorar por mais um sorriso.


Saberei entender o Adeus,



Ficará a lembrança dos seus lábios,



A certeza de que houve amor,



Por fim a convicção de ter sido amado.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

1 comentários

  1. BOA NOITE GRANDE ESCRITOR,
    QUE DELÍCIA....HOJE FIQUEI HORAS E HORAS, LENDO E RELENDO SUAS POESIAS!
    DIVINAS E CHEIAS DE VIDA.
    PARABÉNS E DESEJO MUITOOOOOOOOOOOO, QUE SEU TALENTO ALCANCE MUITAS PESSOAS QUE PRECISAM DESCOBRIR QUE A VIDA É PEQUENA E MARAVILHOSA.
    SEMPRE SUA ADMIRADORA!
    SUCESSO, ABRAÇOS.

    ResponderExcluir

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar