Observação da vida

10:49:00

Um cachorro atravessando a rua na faixa de pedestre, um gato com o pêlo eriçado diante de um espelho, um cavalo comendo melancia, um ganso correndo atrás de uma pessoa e um passarinho bebendo água.

Alguém andando de bicicleta, uma dona de casa lavando a calçada, um funcionário público varrendo uma praça, enquanto alguns idosos jogam tranquilamente dominó ou jogo de cartas.

O carteiro apressado. O policial com a viatura parada, com o luminoso ligado, orientando um motorista. O ônibus estacionando para um passageiro descer. Um fotógrafo registrando um acidente de trânsito.

Um moto-boy dirigindo de maneira imprudente, pois a entrega exige urgência. Alguém fazendo caminhada. Crianças indo à escola. Um casal de namorados sorrindo. Um carro de som anunciando ofertas.

Uma criança fazendo birra. Um velho andando com uma bengala. Uma fila enorme na lotérica. Um jogo de futebol no campo do bairro. Duas senhoras conversando. A chuva caindo mansamente num domingo à tarde.

Alguém batendo palmas na frente de uma casa. Um bar cheio de pessoas. Um carro parado na bomba de gasolina de um posto. Uma carroça fazendo um carreto. Uma mudança acontecendo.

A fila enorme do banco um pouco antes da hora do início dos trabalhos. Um dia sem sol. A saída de alunos da escola. Duas amigas se abraçando no meio da rua. A mãe segurando a mão do filho e com ele conversando banalidades.

Dois jovens gargalhando à toa. Criança correndo pela rua. À tarde se esvaindo e a noite te abraçando. O choro copioso no velório. A dor da separação. Um caixão sendo acompanhado até a sepultura.

Uma igreja com fiéis fervorosos. Uma festa comunitária. Pessoas em frente de uma televisão. O trânsito intenso de uma cidade grande. O ar bucólico das cidades do interior. A paz do sítio. A liberdade dos animais. A prisão dos passarinhos, que cantam mesmo impedidos de voar.

O choro das despedidas, dos términos dos namoros, noivados e casamentos. O amor que vem quando não deveria vir e parte quando deveria ficar. O mistério da bíblia. Os filmes em 3 D. O movimento dos shoppings nos finais de semana. A falta de opção de divertimento para os jovens.

Os problemas das drogas, que despedaçam famílias. As cadeias superlotadas. Políticos em época de eleição no corpo-a-corpo comendo pastel na feira.

A vida corre incansavelmente, os dias passam e os anos são engolidos pelas décadas. Quantas coisas foram feitas, quantos compromissos cumpridos, outros tantos adiados, quantas alegrias experimentadas, quantas coisas observadas e quantas, ainda, a serem observadas?

Que Deus abençoe nossos olhos....a única parte do cérebro que é exposta...

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar