Pseudônimos

19:13:00

Senti ciúmes quando dos teus lábios brotaram tais nomes,

Desconhecidos, vindos da fantasia do seu pensamento,

Eram fortes, possuíam sotaques e como os meus truques já eram conhecidos,

Perguntei: como superar o novo, que fazia seus olhos luzirem?

Depois de um pouco pensar, resolvi debater e a instiguei,

Outros nomes surgiram e ai de fato me desesperei,

Tentei assassinar os novos, mas eram muitos e pensei na eugênia,

No genocídio do falso, no acaso do antigo, acreditei que eu mesmo era outro,

Vacilante entrei no exercício e também pseudônimos criei,

Os meus femininos, os teus masculinos,

Uniram-se e partiram, tal como surgiram em meio a gargalhadas,

Um pouco mais calmo voltei a mim,

Despedi-me de ti e voltei a pé do mundo dos sonhos,
 
Outra vez em paz.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar