Virada Cultural

22:17:00




A Virada Cultural Paulista de 2012 em Santa Bárbara d’Oeste foi um sucesso de público, de atrações, de segurança, de organização e de comprometimento.

O público que prestigiou a Virada Cultura foi formado pelos próprios barbarenses e por pessoas vindas de toda a região. As pessoas compareceram em todas as cinqüenta e quatro atrações que foram proporcionadas na cidade.

As atrações foram das mais diversas e para todos os gostos. Na estação cultural tivemos  música, tanto de artistas locais como de fora da cidade. Na praça central tivemos encenação, dança e mais músicas. No teatro apresentações, circo e show de stand-up. No Centro Social Urbano tivemos além dos espetáculos de música, também exposição histórica e conscientização sobre saúde.

A cidade de Santa Bárbara d’Oeste, conhecida como Terra da Amizade não deixou a desejar na acolhida aos visitantes. O clima era de festa. As pessoas em plena madrugada caminhavam de um ponto de atração para outro, em razão da facilidade geográfica dos quatro pontos.

O trânsito foi tranqüilo, as pessoas estavam serenas e totalmente à vontade. Acidentes dignos de nota não foram registrados. Lentidão no trânsito também não foi o caso. Estacionamento para os veículos na própria rua e sem incômodos.

A segurança pública mais uma vez deu um exemplo de prontidão. A Guarda Civil Municipal esteve nos quatros pontos de entretenimentos. Os patrulheiros também fizeram caminhadas entre um ponto do evento ao outro. A polícia militar também presente trouxe até uma base comunitária para o Centro Social Urbano e patrulhou os pontos culturais.

Caso fossemos dar nota para a organização, seria a nota máxima. O próprio Léo Jaime que havia passado em outra cidade confidenciou que a organização da Virada estava excelente. Para as dúvidas havia a informação. Os itinerários e as rotas e as apresentações começaram no horário. Apenas houve um pequeno ajuste no show do Backyardingans, que foi passado para a praça central, pois havia mais de duas mil pessoas (a maioria crianças) e o teatro municipal comporta seiscentas e oito pessoas.

O comprometimento da Administração Pública foi total e fruto de um trabalho maduro, já que tivemos a quarta virada cultural consecutiva na cidade. As secretarias trabalharam harmonicamente. Os funcionários trabalharam com alegria e o público compareceu.

A metade das atrações foi paga pela Prefeitura Municipal, incluindo o cantor Jerry Adriani. Das vinte quatro horas de atrações o Estado bancou doze horas, incluindo o show do Titãs. Alimentação, ambulâncias e demais custos com pessoal da esfera privada foi o Município que abraçou. Tudo em nome da satisfação dos barbarenses.

Finalmente, resta dizer que tudo o que se planta de bem no futuro colhe-se de bem. Santa Bárbara d’Oeste é hoje uma cidade de todos e a Virada Cultural deste ano demonstrou mais uma vez que a humildade e o trabalho sério é uma semente que traz mais do que união, traz a paz e o sorriso no rosto.



VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar