Dia do Guarda

14:34:00




A exemplo de tantas profissões, o Guarda Civil Municipal tem o seu dia festivo. No calendário do país é dia 10 de outubro. No âmbito do Estado de São Paulo é dia 03 de setembro. Porém, no Município de Santa Bárbara d’Oeste é dia 23 de maio.

Por força de lei municipal seguíamos o calendário do Estado e comemorávamos o dia do Guarda também no dia 03 de setembro. Todavia, houve alteração legislativa para que o dia do Guarda Civil Municipal de Santa Bárbara d’Oeste passasse para o dia 23 de maio.

É preciso dizer que, a razão histórica foi a motivação para a alteração. A data é significativa, uma vez que a origem da Guarda Civil Municipal está no ano de 1893, no dia 23 do mês de maio.

A lei n° 07 de 23 de maio de 1893 criou no Município de Santa Bárbara d’Oeste a Guarda Cívica Municipal. Em pleno século XIX a iniciativa foi ousada e acertada. A cidade de Recife criou no mesmo ano a Guarda de Jardim, um embrião também da Guarda Civil da cidade de Recife-PE.

A nossa cidade, ao lado da cidade de Recife, foi pioneira na criação das forças locais de Segurança Pública. É óbvio, que as diversas alterações das Constituições Federais que houve no Brasil, mudaram muito as regras e as Guardas Civis Municipais só voltaram a ser possíveis na Constituição Federal de 1988.

É motivo de prazer para a cidade ter uma Guarda Civil Municipal que completou 119 anos. E satisfação maior ainda é ser Guarda Civil Municipal nesta cidade. As pessoas acolhem bem o Guarda Civil Municipal e são verdadeiramente amigas.

Quando olhamos para o passado da corporação, lembramos que passaram pessoas com grande visão. A criação da Secretaria, a estruturação da Guarda e a confiança no trabalho dos seus integrantes fizeram a diferença. A história mostra pessoas notáveis, entre elas o idealizador das palavras do brasão da Guarda Civil Municipal, doutor Zair Sturaro, que colocou sabiamente as palavras Protetor e Amigo.

Que venham muitos anos e possa ser melhorado a cada ano o serviço prestado pelo Guarda Civil Municipal. Quer seja em um velório fazendo as honrarias, em festas ou no dia a dia na rua, fazendo a prevenção, sempre o Guarda Civil Municipal deve ser visto como uma pessoa de ajuda.

O corporativismo deve existir para o bem, mas para os desvios de condutas há a Corregedoria da Guarda Civil Municipal e a Ouvidoria Municipal. Devemos enaltecer o que é feito na defesa do próximo e pelo menos uma vez no ano reconhecermos a importância destes homens e mulheres que estão a disposição para auxiliar na manutenção da paz pública.

Enfim, o sucesso de hoje é o compromisso do ontem e o empenho atual é a garantia do amanhã. Agradeço a sociedade barbarense pelo carinho que tem pelo Guarda Civil Municipal e parabenizo a todos que ainda estão na ativa e aos aposentados, pois sem dúvida no coração de todos há orgulho em poder vestir a farda azul marinho e fazer o bem.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar