Quase Comemoração da Quase Independência

07:09:00


Quase dois séculos do dia que supostamente começou a independência brasileira. Quase dez Constituições. Quase trinta Estados Federais. Quase seis mil Municípios. Quase duzentos milhões de habitantes. Quase cento e quarenta milhões de eleitores. Quase uma democracia.

Quase foi reduzida a pobreza. Quase foi diminuída a desigualdade entre os muito ricos e os muito pobres. Quase foi diminuída a mortalidade infantil. Quase foi melhorada a vida diária em todos os Estados brasileiros. Quase foi conseguido garantir comida na mesa de todas as famílias. Quase foi conseguido melhorar os escândalos. Quase os problemas mudaram.

Quase foi mantido o sistema de freios e contrapesos, com o Legislativo, Executivo e Judiciário sendo interdependentes e exercendo suas funções com qualidade e presteza. Quase os princípios que norteiam a Administração pública, a legalidade, a impessoalidade, a moralidade, a publicidade e a eficiência foram seguidos.

Quase a violência não grassou. Quase a tirania foi vencida. Quase a dignidade foi mantida. Quase a saúde foi garantida. Quase a educação foi estendida a todos. Quase houve fé. Quase houve respeito. Quase os brasileiros viveram como irmãos.

Quase não houve enchentes depois de secas. Quase não houve censura prévia para a imprensa. Quase os programas televisivos foram melhores do que diálogos. Quase as novelas substituíram livros. Quase não houve programas governamentais populistas. Quase houve verba federal para os Municípios independente de siglas partidárias.

Quase houve família. Quase houve fraternidade. Quase houve disputas políticas justas. Quase houve eleição transparente. Quase as denúncias de corrupção e suborno de agentes públicos foram feitas por motivos nobres. Quase houve sucesso dos sistemas prisionais. Quase houve patriotismo. Quase veio o hexacampeonato mundial. Quase sempre houve sorriso.

Quase nunca houve deboche por parte dos representantes eleitos. Quase foi exceção mensalão, mensalinho, subornos e afins. Quase não houve dinheiro na cueca, dentro das calças, das blusas e entregues no banheiro. Quase não houve superfaturamento de obras. Quase houve choro, diante de quase hipocrisia, quase declarada.

Quase houve hereges. Quase houve um Estado laico fora do papel. Quase houve ação altruísta. Quase o egoísmo foi abandonado. Quase houve concursos públicos sem fraudes. Quase houve emprego para todos. Quase a droga foi debelada. Quase os jovens sentiram-se felizes. Quase foi entendido que níveis superiores do ensino são meritocráticos. Quase houve urbanidade.

Quase as câmeras não registraram crimes bárbaros. Quase pais não foram assassinados a mando de uma filha. Quase o pai e a madrasta salvaram a menina que foi jogada do sexto andar, apenas por ser criança e agir como tal.

Quase a depressão não foi a campeã de afastamento no INSS. Quase casamentos duraram tempo suficiente para serem para sempre. Quase os pais tiveram tempo para seus filhos. Quase a regra foi seguida. Quase não houve inversão de valores. Quase foi considerado herói o politicamente correto. Quase alguns gêneros musicais foram pouco agressivos. Quase os valores morais foram respeitados.

Quase não houve nova ameaça de terrorismo. Quase houve incentivo. Quase houve continuidade da confiança em homens outrora acima de quaisquer suspeitas, hoje maculados por casos de pedofilias. Quase o povo acreditou que só eram casos isolados de crimes sexuais. Quase o preconceito, a discriminação e o ódio foram extirpados.

Quase o nome de Deus foi só usado em momentos necessários de agradecimentos e de aflição. Quase as favelas abrigaram só pessoas que não tinha condições de residirem decentemente. Quase as grandes capitais não tiveram colapsos por falta de estrutura de planejamento de crescimento.

Quase o trânsito, os condutores de veículos e os pedestres foram disciplinados. Quase os animais foram respeitados. Quase o meio-ambiente foi preservado. Quase as crianças, as mulheres e os idosos foram devidamente protegidos, quando em situações de risco.

Quase os jovens tiveram garantido o direito ao primeiro emprego. Quase as mães que trabalham tiveram sempre creches para os seus filhos. Quase a perseverança venceu a autopiedade. Quase houve energia, água e gás para todos os brasileiros.

Quase se acreditou que quase duzentos anos seriam suficientes para a vida melhorar. Quase cinco gerações e ainda o piso é escorregadio. Quase independência. Quase motivo para comemorações. Quase...

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar