Descoberta Quântica

22:25:00

Nestes dias que correm tantas informações vem e vão, descobertas agitam o mundo e resgates heróicos são realizados, tal qual ocorreu no Chile, salve os mineiros! Entretanto, com o passar do tempo, poucas cenas, histórias e mudanças ficam nítidas em nossas lembranças, mas acabou de acontecer um fato, que eu tenho certeza que você jamais vai se esquecer, sobretudo por ter sido um brasileiro a ter feito a descoberta.

O intrigante Ambroniso da Cruz Neto, filho do “Seo” Durvalino Pedroso da Cruz, brasileiro, paraibano, natural da cidade de Norte da Gema Crua, acabou de apresentar ao mundo, em uma concorrida dupla entrevista coletiva, no saguão do seu laboratório no Brasil e no saguão de uma clínica para idosos no Leste da Índia, ao mesmo tempo e de corpo presente alternadamente nestes dois lugares, uma descoberta no campo da física quântica, a física das possibilidades.

Ambroniso da Cruz Neto, que é analfabeto, conseguiu desenvolver uma tese, que foi registrada por uma equipe de cem relatores, que se revezavam, pois Ambroniso, segundo os mais próximos nunca dormiu. O mistério do sono ninguém sabe, mas em razão desta peculiaridade, ele ditava sem parar.

O seu laboratório, mais parecia um pedaço do mundo na era paleolítica, tinha de tudo, menos objetos tecnológicos. Ambroniso sempre foi “conservador”, os seus relatores foram escolhidos pela capacidade de escrever com caligrafia elogiável, sem erros de gramática. No seu espaço nem sequer um palm top entrou.

Desde muito cedo Ambroniso foi excêntrico, curioso e ativo. A sua vida ganhou corpo quando um indiano muito rico, empresário do ramo dos tecidos de seda, visitou a cidade de Norte da Gema Crua, ele gostou tanto do menino, que acabou levando Ambroniso, com autorização do seu pai, para a Índia, lá o menino desenvolveu ainda mais o seu dom natural de observar o mundo e criar do nada, coisas que facilitavam a vida das pessoas.

Com o passar dos anos Ambroniso herdou toda riqueza do velho indiano, que sendo solitário deixou a Ambroniso toda a sua fortuna. Ambroniso, sabendo só desenhar seu nome, vendeu tudo, transformou em dinheiro os bens e voltou para a cidade de Norte da Gema Crua.

Nesta época ele montou seu laboratório, aos poucos ele foi contratando pessoas para trabalharem como relator, com medo que suas descobertas se perdessem. O pior é que ninguém entendia o que estava escrevendo. Eram números, nomes de plantas, de planetas, intervalos disso e daquilo outro. A maior empresa de Norte da Gema Crua se tornou a de Ambroniso, que jamais teve um nome, somente era chamada de laboratório de Ambroniso.

Quando questionado Ambroniso nunca dizia no que ele estava trabalhando, dizia que queria mudar o mundo para melhor. Bem, pasmem, ele conseguiu, o mundo nunca mais será o mesmo.

Ambroniso descobriu uma forma de viajar no espaço, de um lugar para outro desaparecendo daqui e aparecendo lá, sem usar nenhuma tecnologia, mas tão somente com uma receita descoberta por ele, a viagem é física mesmo, a pessoa sai de um lugar e vai para outro lugar, basta recitar um mantra criado por Ambroniso, ele mesmo recitou mentalmente e desapareceu do Brasil e apareceu na Índia e assim ficou brincando e respondendo as perguntas dos presentes nos dois lugares da sua entrevista coletiva.

O mantra, segundo Ambroniso é simples, segundo ele toda mídia escrita e falada já recebeu, mas ele não sabe se vão divulgar por isso ele treinou os seus cem relatores, para que decorassem a receita e assim viajassem no espaço, de um lugar para o outro.

Nas palavras de Ambroniso é possível viajar para outros planetas, mas não para o passado ou para o futuro. Ele acredita que muita gente vai usar a tecnologia para se matar, mas ele diz que é o ônus de toda descoberta. Se a pessoa quiser se matar é só ir até o sol e se desintegrar, desaparecer sem vestígios. Ele ainda explicou que a pessoa tem que entoar o mantra com vontade e convicção que dará certo.

Segue a receita: Imagine a cor azul preenchendo todo o seu mundo, até nada ser distinguido, depois recite mentalmente imaginado que você é capim, milho, açaí, rim, cabelo, bebê, velho, cana-de-açúcar, trem, avião, carro, golfinho, zoológico, água, terra, mar, chuva, raio, vento, lesma, minhoca, chafariz, bolo, amendoim, bola, lei, golfo, país, cidade, universo, fogo, pensamento e imagine o lugar que você quer ir. Poft! Lá está você no lugar imaginado.

Infelizmente, como muitos não acreditariam Ambroniso mostrou para eles que era possível, pois no Brasil havia uma televisão que mostrava quando Ambroniso estava na Índia e uma televisão no Brasil que mostrava o inverso.

O impacto na indústria de transporte é claro, pois os meios de transporte de pessoas ficarão obsoletos. As prisões também acabarão quem usar para o mal dificilmente será pego, teremos muitos problemas para resolver, mas a descoberta foi incrível, muitas pessoas já estão conseguindo fazer estas viagens sem gastar nada, nem sequer tempo.

O futuro nos mostrará se Ambroniso ajudou ou se piorou de vez a humanidade. Ambroniso e sua equipe temendo por suas próprias vidas desapareceram de Norte da Gema Crua, alguns dizem que eles vão perambular pelo mundo outros que estarão empenhados em outras descobertas.

É preciso lembrar que os escritos de Ambroniso foram confiscados pelo governo, o seu laboratório foi lacrado, por atentado contra a segurança nacional.

É isso, esta descoberta jamais vai ser esquecida. Este mantra deixado por Ambroniso da Cruz Neto, vai mexer com muitas pessoas, a maioria dirá que é pura bobagem, mas pelo menos uma vez estas pessoas tentarão entoar o mantra, vai que de repente dê certo. Imagine ir almoçar em Paris e voltar para trabalhar em São Paulo, na velocidade do pensamento! Que beleza seria...

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Obrigado. Fica com Deus.

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Acreditar

Acreditar